malandro malandragem lapa carioca rio de janeiro estilo de vida ze pilintra Artur Moritz RJ  Ze Carioca artur moritz

O Eleitor Mulher de Malandro

Do Dicionário Informal:

Mulher que sofre fisicamente ou moralmente e não aprende.

Bom, e como todo bordão, pra que essa expressão tenha se consolidado, foi tida como verdade repetidas e repetidas vezes. E acho que esse é bem por ai como nós os eleitores. Desconfio que simplesmente, não há aprendizado.

Só candidatos para Goiás:

  • Governador: 7
  • Senador: 7
  • Deputado Federal:  96
  • Deputado Estadual:  714

E o que eu escuto e vejo nas pesquias é sempre a mesma coisa. Números muito semelhantes até de eleições passadas, dos mesmos candidatos. Iris mesmo, tem no meio politico a fama de ter garantido sempre 25% ou mais da preferencia de voto. Marconi, sempre vendendo Goiás como algo que nem a Coreia do Sul, tem… Os mesmos dicursos, os mesmos resultados. Essa é a questão.

E o culpado é um só: Nós, os eleitor. Essa não tem como terceirizar.

E não venha me dizer que hoje não há informação, ou que você nunca viu nem ouviu nada. A internet está ai, e bem difundida…

Pra você ter uma ideia, segundo a nova PNAD, só em domicílios, mais de 45% dos lares tem acesso à internet! Isso, fora nas empresas, que devem chegar a mais de 95%, além de pontos públicos.

E a maudita pergunta é:

Se sabe que tal politico fez merda, porque diabos votar no mala de novo? Que paixão é essa?

E para os ultra desanimados, descrentes, e que odeiam política, Platão há mais de 2300 anos atrás, já dizia:

O castigo dos bons que não fazem política é ser governados pelos maus.

E se fosse na sua empresa?

Não, não estou delirando. Entenda; o País, os Estados e os Municípios nada mais são que empresas. Tem CNPJ e tudo. O do Estado de Goiás é 01.409.580/0001-38, podem consultar na Receita Federal.

Daí te pergunto. Se seu gerente, ou pessoal do administrativo ou legislativo fosse pego, fazendo a menor tramoia que seja com seu dinheiro.  Qual seria sua atitude com essa pessoa?

Não me acanho a dizer: “Demissão sumária.”

Então porque não na vida publica?

“Já estou acostumado, dou meu jeito”, arriscaria.

O brasileiro adquiriu um casco duro…

Brevemente, acredito que historicamente o brasileiro se acostumou tanto a ser explorado e ter que se virar, que, simplesmente não consegue conceber  o quanto ele pode ser beneficiado por bons serviços públicos.

Uma forma fácil de fazer esse comparativo, e sem frescura, é, caso você não tenha viajado para o exterior, pelo menos pergunte para alguém que tenha ido. Numa conversa boa e sem preconceitos positivos. Simplesmente pergunte.

“Ah, não temos o dinheiro que os estrangeiros tem”

Novamente, o brasileiro não sabe o que tem nas mãos, 3 simples exemplos de como o País tem muito, muito, dinheiro.

  • Carro
  • iPhone
  • Vídeo Games

Parece piada. Mas, não é. Temos, dentre outros os itens com os preços mais caros DO MUNDO! E você não vê esses artigos como itens em que só uma minima minoria tem. Lembrando: São os mais caros do mundo! E Mesmo assim muita gente os tem! Isso é um grande indicador.

E se não adquiriu, é pouquíssimo politizado…

Também, conversei com uma série de pessoas, mais diretamente com as diaristas lá de casa, da casa da minha sogra e outros. E é impressionante algumas distorções fruto desse casco mais denso. Tem-se muito a imagem de favor.

Fulano fez isso por mim, sou eternamente grata a ele por isso.

O que fazer?

Escolha outro. Qualquer outro. Faça diferente!

Como diria o Canal do Otário:

O boicote é a arma mais poderosa que a população tem para que algo mude.

E, claro, uma que você já deve ter escutador por aí. Einstein, sobre insanidade:

Repetir, interminavelmente, o mesmo processo, à espera de um resultado diferente

Categories: Polêmicas, Politica